Versão Português English Version
Lellis Trattorias se escreve com Tradição.

João Lellis, neto de Italianos, fundador do Lellis Trattoria, desde 1964 dedica-se à gastronomia. Escreveu sua história pautada na arte de cozinhar, de servir e encantar todos os frequentadores e “receber bem” os amigos e clientes que frequentam sua casa.


Lellis, como ele gosta de ser chamado, iniciou sua bem sucedida carreira em 1964 quando foi admitido como faxineiro no restaurante Gigetto. Após várias promoções se tornou chef de Cozinha, exercendo neste intervalo outras funções em outras casas, como copeiro, garçom e gerente, aprendendo na prática todos os macetes da profissão.


Em 07 de julho de 1981 deu o maior passo de sua vida ao inaugurar o Lellis Trattoria, levando para o empreendimento todo o encanto das típicas trattorias napolitanas, aliado a qualidade excepcional resultante de sua grande experiência ao longo de vários anos de trabalho. A casa sempre foi um sinônimo sucesso devido ao intenso trabalho executado com muito carinho e amor.


Em 1987, o Sr. Lellis vendeu a casa da Rua Al. Campinas (SP) para um empresário que optou por continuar a usar o nome, sem preservar as características originais da rede. Por respeito aos clientes e amigos, esclarecemos que todos os vínculos com o Lellis da Rua Al. Campinas (SP) foram encerrados.


A partir de 1999, o Lellis realizou um antigo sonho, expandindo sua consolidada marca com a inauguração de uma filial em Curitiba e em 2010 com mais uma casa na Cidade de Campinas, que mantêm a mesma tradição da “ Matriz” da Rua Bela Cintra (SP) e representam em suas cidades a cantina mais italiana alegre e informal, uma das mais amadas do Brasil.


O slogan da casa representa toda a dedicação e carinho dedicados a todos que frequentam o Lellis: “Lellis Trattoria. Nossa especialidade é fazer você feliz”. Ele resume o esforço incansável do Lellis Trattoria e equipe de colaboradores para proporcionar uma experiência única aos amigos e clientes. Nessa casa napolitana tudo é feito com a máxima perfeição e alegria, afinal somos uma casa de família, onde os amigos se encontram para festejar e comemorar todos os momentos felizes que a vida nos proporciona!



“Benvenutti” ao Lellis Trattoria! Onde todos os dias são uma festa!

Nossa especialidade é fazer você feliz!

Homenagem a Adriano Lellis. Que sempre permanecerá conosco.
Adriano Lellis Adriano Lellis

Adriano Lellis, primogênito do restauranter João Lellis e de Ana Lellis, irmão de Fábio, marido de Alessandra Mancini Lellis, e pai de Adriana (21 anos), Giuliana (18) e Amanda (12), sócio da Lellis Trattoria. Adriano faleceu aos 42 anos, no dia 19 de março de 2013. Aguardava por um transplante de coração e não resistiu. Alegre e afável, Adriano começou a trabalhar na Lellis aos 17 anos de idade, como caixa. Após quatro anos, foi trabalhar no administrativo e financeiro, e se tornou fundamental para a consolidação e crescimento da marca Lellis.


“Meu pai sempre foi um homem de cozinha e, principalmente, de salão. Ele precisava de alguém com mais estudo e cabeça para essa área de tanto desgaste. Adriano foi a pessoa certa para esse trabalho e fazia todo o gerenciamento da área fiscal, tributária e trabalhista”, conta o caçula Fábio Lellis.


Adriano era o ponto de equilibro da Lellis Trattoria. “Se eu e meu pai somos sonhadores e queríamos que a rede crescesse, Adriano era o pé no chão. Ele também queria a expansão, mas trabalhava com a força dos números e do planejamento. ‘Não é o momento’, dizia. Ele era o administrador, aquele que não aparece tanto para os clientes e que não dá entrevistas para a mídia, mas que é fundamental para a empresa e reconhecido e respeitado por funcionários e fornecedores”, diz Fábio, acrescentando que mais de 300 pessoas compareceram ao velório do irmão.


Durante todos os anos na empresa, Adriano fez valer o ditado que diz: o trabalho é o segundo lar. Pontual e organizado, sempre teve hora para entrar no restaurante, mas nunca para sair. “Indiscutivelmente, quem o conheceu sabe que ele se orgulhava do pai, da família como um todo e da Lellis Trattoria.


A empresa se tornou para ele uma faculdade de vida, onde adquiriu experiência e conhecimento, que se aliaram aos ensinamentos familiares de ética, moral e, acima de tudo, de conduta, que ele aplicou todos os dias desde que entrou na trattoria”, prossegue o irmão.


Fábio em 2013 completou 39 anos, e fala do vazio que representa e representará para sempre a perda do irmão. Conta que se fossem somados todos os dias em que, desde que nasceu, não viu o irmão Adriano, não completaria dois anos. Sempre estiveram juntos. Primeiro na casa dos pais, e depois que o Adriano casou, se encontraram praticamente todos os dias no restaurante.


Homem de hábitos simples, Adriano apreciava a gastronomia, mas gostava mesmo era de comer em casa e na própria trattoria. Os pratos preferidos, os funcionários da casa sabem de cor: as Torradinhas do Lellis, Lula frita e Filé à Parmegiana.


O administrador tinha algumas poucas paixões, além da família e do trabalho. Uma delas era o Corinthians, do qual não perdia um único jogo pela televisão.


Além disso, era um apaixonado por carros. Tinha três veículos guardados em casa. Sua “pequena grande” coleção: um Maverick GT, que demorou muito para conseguir comprar; um Fusca 70 (o ano em que nasceu!), que deixou para o irmão, e uma Lambreta 1966. Não teve tempo de realizar um dos seus grandes sonhos: montar um Jipe para fazer trilhas com a família.


Adriano deixa em todos uma imensa saudade e a eterna lembrança de respeito, admiração e amor por tudo o que representou como empresário, colega de trabalho, pai, marido, filho e irmão.